Epitáfio – Semíramis Alencar

Epitáfio
Eu quero ser lembrada como a mulher que preferia ter permanecido criança, mas que reviveu sua infância ao cuidar de seus filhos;
Aquela que carregava consigo flores nas palavras e abraços nos sorrisos para dar aos amigos…
Eu quero ser lembrada como a pessoa que gostava de ver o mar, as luas cheias e os pores-do-sol, enquanto ouvia músicas que ninguém ouvia, de pessoas e idiomas desconhecidos, apenas porque desejava conhecer muita gente, muitos lugares e assim perceber quantas coisas ainda tinha para conhecer…
Desinteressante e chata, eu quero ser lembrada por aquela que quase ninguém entendeu; que quase ninguém queria conhecer por julgá-la tão comum.
A que fazia piada da própria vida e se emocionava com despedidas; a que orava toda noite pedindo para Deus perdoar seus maus pensamentos, suas falhas, antigas, presentes e futuras…com um pouquinho de paz.
Quero ser lembrada por aquela teve medo nas noites escuras;
que gostava de dormir ao som da chuva, com seu amor, até o amanhecer…
E mesmo quando estava cansada ainda tinha forças para cantar e caminhar com vontade de viver…