Sotaque Carioca é patrimônio cultural do Rio de Janeiro 46

Sotaque Carioca é patrimônio cultural do Rio de Janeiro

46
WhatsApp

Kite por Grace Oda
Doix, treixxx, seixxxx, esse chiadinho, o jeito cantado, o sotaque oficial do Brasil é agora, oficialmente, Patrimônio Cultural da Cidade. Resultado de um projeto de lei apresentado pelo vereador Cesar Maia (DEM) em 2013.
A Justificativa de Maia para o projeto não poderia ser melhor,

manifestações culturais como a música, a literatura, o teatro, o cinema, etc, reforçam o sotaque carioca como parte integrante fundamental da identidade dos moradores do Rio de Janeiro. O carioca aprecia o seu próprio sotaque. Sendo assim, a pronúncia dos cariocas têm caráter e importância local e global.

Se interessar, leia a Justificativa completa quando o projeto foi apresentado:

JUSTIFICATIVA
Segundo o historiador Alencastro, bem antes do advento do rádio e, portanto, da chegada da televisão, os habitantes do Rio de Janeiro já influenciavam a forma de falar dos moradores de outras províncias do Rio de Janeiro. Dois congressos nacionais, um de Língua Cantada organizado em 1937 e outro de Língua Falada no Teatro realizado em 1956, apontam a pronúncia do Rio de Janeiro como o padrão no que diz respeito ao português brasileiro.
Especialistas como Cunha e Cintra afirmam que a língua padrão, embora seja apenas uma entre as diversas variedades de um idioma, atua como modelo, como norma, como ideal linguístico de uma comunidade.
Sem dúvida alguma, com o passar dos anos, com o desenvolvimento do turismo e com as constantes transmissões televisivas dos programas realizados pelos canais de televisão sediados na Cidade do Rio, a pronúncia dos habitantes do Rio de Janeiro se tornou conhecida em todo o país e em todo o mundo.
Essas constatações confirmam a relevância ímpar do sotaque carioca para todo o Brasil, que é ressaltada por artigo acadêmico escrito pela filóloga, pesquisadora e professora Angela Marina Bravin dos Santos, quepode ser acessado pelo endereço virtual.
Além disso, manifestações culturais como a música, a literatura, o teatro, o cinema, etc, reforçam o sotaque carioca como parte integrante fundamental da identidade dos moradores do Rio de Janeiro. O carioca aprecia o seu próprio sotaque. Sendo assim, a pronúncia dos cariocas têm caráter e importância local e global.
É preciso, portanto, registrar como bem cultural de natureza imaterial, com força de lei, essa parcela importantíssima da cultura intangível do povo carioca.
Peço a esta Casa de Leis que analise e aprove a proposição em tela, protegendo o interesse público carioca.

Quintino Gomes

Quintino Gomes

Editor at Diário do Rio

Defensor do Carioca Way of Life, mora em Jacarepaguá, trabalha na Zona Sul, mas já passou pelo Mercadão de Madureira, pelo Centro, Barra e pela Ilha do Governador. Filho de uma mãe carioca da Gema, nascida no Catumbi e de pai português. Começou o Diário do Rio em 2007 e está a frente dele até hoje o levando ser um dos principais portais sobre o Rio de Janeiro.

Anúncios

Um comentário sobre “Sotaque Carioca é patrimônio cultural do Rio de Janeiro 46

Os comentários estão desativados.