Urna biodegradável: a transformação dos cemitérios em florestas

Suzana Camargo – 27/08/2014 às 15:29

urnas-biodegradaveis-blog-redacao
Para muitos, este é um tema difícil. Mas certamente, a maneira mais natural de lidar com a morte é através da vida. Algumas mães (assim como a autora deste texto)costumam fazer uma analogia com as plantas, ao falar do assunto com os filhos.
As árvores germinam das sementes, crescem e um dia morrem. Exatamente como os seres humanos. Nascemos, crescemos e em um algum momento, vamos partir. Simples assim.
E que tal se ao morrermos nos tranformarmos em uma árvore? A ideia é da empresa espanhola Bios Urn. Ela criou uma urna biodegradável, que pode ser plantada em qualquer lugar e dar origem a uma nova vida.
A urna tem dois compartimentos diferentes. O inferior é onde serão depositadas as cinzas do corpo após a cremação. No superior, ficam as sementes que irão germinar. A partir do momento que a urma começa a se decompor, as raízes das sementes estarão fortes o suficiente para romper a parte inferior. Com o processo de biodegradação, toda a estrutura se mistura ao solo. É possível escolher qual tipo de semente brotará dela.
urna-biodegradavel-crescimento-blog-redacao
Gerard e Roger Moliné, idealizadores da Bios Urn, são fundadores do Estudiomoline, um estúdio de design em Barcelona. Eles acreditam que design e natureza podem mudar o mundo. A urna biodegradável seria uma maneira inteligente, sustentável e ecologicamente correta de lidar com o que, segundo eles, é um dos momentos mais importantes da nossa existência: ao transformar a morte em vida e num retorno à natureza.
Leia também:
Florestas plantadas ajudam a reduzir CO2 na atmosfera
Árvores: verdadeiras fábricas de saúde
Qual a forma mais ecológica de morrer?
Árvores em montanhas podem estabilizar o
clima
Imagens: divulgação

Anúncios