Eu Lamento…

Itamonte, 22/02/2014

Eu lamento

Eu lamento tanto…

Eu lamento pelas vidas que se perderam para o crime,

para as vidas que se perderam nessa ação,

pelos policiais que estão tendo seu trabalho questionado,

pelos policiais que se unem aos bandidos;

pela precariedade das condições da polícia em agir para o bem da sociedade…

 

Ah, eu lamento tanto…. pelas pessoas que defendem a bandidagem nesse país,

pelas pessoas que se sensibilizam pelos políticos corruptos,

pelas pessoas que dizem que “bandido bom é bandido morto”

pelas pessoas que defendem os bandidos para garantir as facilidades de cada dia…

por aquelas pessoas que julgam outras sem saber de seu passado, 

nem sequer pensando em seu próprio futuro.

 

Eu realmente lamento…

pelas pessoas que divulgam as imagens dos mortos,por não terem a sensibilidade de pensar nos parentes… todo ladrão, assaltante, traficante, avião teve uma mãe, um avô, avó, um pai que não concordavam com suas atitudes, mas o amor…quem pode proibir ou censurar o amor de um pai e de uma mãe? e os filhos dessas pessoas? como conviver com a dor e a saudade? o que dizer a uma criança que está vendo o corpo de seu pai morto no meio da rua? que ele era ladrão? que ele não prestava? para esta criança ele é seu eixo, sua vida.

Eu lamento pelo professor sequestrado e assassinado… lamento pelo amigo que foi sequestrado no seu ambiente de trabalho… mesmo tendo sido libertado, quem reparará seu estado de espírito? quem o encorajará a continuar seu trabalho?

 

Eu lamento profundamente pela nossa pequenez em ficar nos regozijando com isso tudo…

a sociedade do espetáculo que nos torna arautos da rede de desgraças quando ela nos é próxima… 

jornalistas e fotógrafos instantâneos… isso tudo é muito triste.

 

Sabe por que? porque ninguém parou para perceber que estamos reféns da violência:  ora pela violência que nos mantém presos em nossas casas, ora pela violência com a qual compactuamos, ora pela violência que cometemos em nossas consciências … 

 

Definitivamente, eu lamento por tantas explosões de ânimo,

por tantas palavras vazias que em nada mudarão o cenário mórbido que presenciamos…

eu lamento pois deveríamos estar contritos,

em preces por todas as almas,

em silêncio….

 

 

 

Aos policiais de Minas Gerais, Rio de Janeiro e São Paulo.

Aos habitantes de Itamonte e seus filhos

Aos amigos de todos os lugares por onde passei.

 

 

Semíramis Alencar 

22/02/2014.

Anúncios

Um comentário sobre “Eu Lamento…

Os comentários estão desativados.