Elégia ao nada – Semíramis Alencar

Idéia no Vazio

Idéia no Vazio (Photo credit: Diego Dalmaso)

Assim como o cristal,
límpido e transparente,
nem sente o corte
que ao quebrar se faz.

Triste diamante
que povoa a mente dos pobres
nem vê como és esnobe
aos reles mortais

Tão belo e tenaz,
qual uma natureza morta:
dispensável e fugaz…

Qual poesia estruturada
Hai-kai sem inspiração
como um cirurgião que disseca,
de um morto, seu velho coração

Semíramis Alencar

20/02/13

About these ads